Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser! Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Histórico
Início do conteúdo da página

Histórico

Published: Friday, 26 March 2021 17:53 | Last Updated: Monday, 14 February 2022 15:38 | Hits: 372

53º BIS

 

HISTÓRICO DO 53º BATALHÃO DE INFANTARIA DE SELVA

 

        O Quinquagésimo Terceiro Batalhão de Infantaria de Selva, a Sentinela do Tapajós, teve sua criação a partir do Decreto nº 71.785, de janeiro do ano de 1973, ficando sob a subordinação direta da 8ª Região Militar, sediada em Belém- PA. Suas instalações foram concluídas a partir do Boletim Interno de 7 de janeiro de 1975, tendo como seu primeiro Comandante interino o Capitão de Infantaria LUIZ FRAGOSO DE ALBUQUERQUE, responsável pelo comando do 1º escalão do destacamento precursor, fração composta por dois oficiais e vinte e duas praças, oriundos da 3ª Companhia, do 1º Batalhão de Infantaria de Selva, sediado na cidade de Manaus - AM. Nesta situação, permaneceu parcialmente instalado, sendo completado com a chegada, em 23 de janeiro de 1975, em um segundo destacamento.

        A sua primeira incorporação de recrutas ocorreu em 3 de março de 1975, com um total de 165 soldados. Deste efetivo, somente nove eram cidadãos itaitubenses, os demais vieram do excesso de contingente do 8º Batalhão de Engenharia de Construção, sediado na cidade de Santarém- PA. Seu primeiro comandante efetivo foi o Major de Infantaria WANDERLEY GOMES DE MORAES, que assumiu o comando em 14 de junho de 1975.

       Com a criação da 23ª Brigada de Infantaria de Selva, com sede em Marabá-PA, o 53º Batalhão de Infantaria de Selva passou a ser subordinado, em 15 de dezembro de 1976, àquela Grande Unidade. A data de aniversário do Batalhão é comemorada no dia 31 de janeiro, tendo em vista que neste dia, no ano de 1918, foi criado o 45º Batalhão de Caçadores, do qual se originou o 1º Batalhão de Infantaria de Selva que mais tarde seria o embrião do 53º BIS.

        Desde a fundação até os dias atuais, o 53ºBIS possui estreita ligação com a cidade de Itaituba. A cidade de Itaituba por sua vez, sempre teve importantes militares em sua história, a começar pelo seu fundador, o Tenente- Coronel JOAQUIM CAETANO CORRÊA, que segundo dados históricos, em meados de 15 de dezembro de 1856, fundou um vilarejo às margens do Rio Tapajós, o que viria ser mais tarde a cidade de Itaituba.

        Atualmente o 53º BIS é uma OM de 1ª Categoria, do Tipo III, composta, dessa forma, por três Companhias de Fuzileiros de Selva e uma Companhia de Comando e Apoio, tendo como principais missões emanadas pelo Escalão Superior, as que se seguem:

  1. Executar operações de combate, ofensivas e defensivas, em áreas de selva, em quaisquer condições climáticas e meteorológicas;
  2. Participar de operações aeromóveis e aerotransportadas;
  3. Participar de operações contra forças irregulares;
  4. Participar de ações subsidiárias, e
  5. Participar de Operações de Garantia da Lei e da Ordem.

        O Batalhão trabalha consciente da sua missão, de que, "Árdua é a missão de desenvolver e defender a Amazônia. Muito mais difícil, porém, foi a de nossos antepassados de conquistá-la e mantê-la. (Gen. Ex. Rodrigo Octávio)

Fim do conteúdo da página